Aterro Sanitário

Muitas cidades possuem aterro sanitário. Isso acontece porque o lixo e resíduos sólidos produzidos em nossas casas, trabalho, escola ou outro lugar, precisam de um local correto para serem descartados,caso contrário poluem o meio ambiente.


O que é um aterro sanitário?

O aterro sanitário caracteriza-se num local onde são depositados o lixo e resíduos sólidos a céu aberto, com camadas alternadas de lixo e terra, que evitam proliferação de animais e mau cheiro, com devidas instalações para tratamento, como impermeabilização do terreno, acesso restrito de pessoas, controle da quantidade e tipo de resíduos que estão sendo depositados no mesmo.

O bom aterro sanitário conta ainda com sistema de tratamento de efluente, mantas impermeabilizantes e aproveitamento dos gases liberados, que podem ser aproveitados como combustíveis,trazendo também benefício financeiro.

A onde são localizados os aterros sanitários?

São localizados em locais afastados da cidade, devido ao mau cheiro e possíveis contaminações que podem ocorrer no solo,inclusive infiltrações do líquido que é gerado pela grande quantidade de resíduo tóxico, chamado de chorume ou percolado. Por isso existem normas que regulamentam sua implantação.

Muitas pessoas sobrevivem e tiram seu sustento do lixo, mas dependendo do local e da maneira como isso é explorado, pode causar várias doenças. Por isso é importante o controle ambiental. Infelizmente, a maioria da população não se preocupa com a quantidade de materiais descartáveis como sacos plásticos, metais, eletrônicos, madeira, vidro, além de alimentos e outros materiais, considerados inúteis, indesejáveis e/ou descartáveis.

Reciclagem no Aterro Sanitário

O emprego da reciclagem ainda objeto de discussões e implantações demoradas, pois ainda não há tanto interesse ou recursos para que isso aconteça.

A reciclagem prevê que os materiais que não vão para o lixo,tornem-se matérias-primas para produzir outro produto ou material,reduzindo assim a utilização de fontes naturais. Além disso, precisa que haja uma coleta seletiva (separação do lixo). Exemplo: latinha de alumínio. Além da reciclagem há também outras maneiras ambientalmente viáveis, como a compostagem, a reutilização e a redução de resíduos.

O que é a compostagem?

Na compostagem, há um conjunto de técnicas empregadas, feita a partir de restos de alimentos, onde o homem controla a decomposição de materiais orgânicos com a finalidade de obter em um tempo curto,um material estável composto: o húmus ou material rico em nutrientes. Exemplo é o adubo, que do ponto de vista agronômico é bastante eficiente, pois aumenta a presença de fungicidas e retenção de água pelo solo.

A reutilização parte do princípio de se utilizar algo de novo, dando ou não função para um objetos considerado inútil,como as caixinhas de leite longa vida, transformadas em caixinhas decoradas para presente.

Redução, já diz respeito a reduzir a quantidade de lixo produzido, através do consumo consciente, como comprar algo que vá ser utilizado de fato e, também adquirir objetos materiais e alimentos sem exageros, para que não haja desperdício.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *