Drogas – Cigarro / Nicotina

Cigarro já existe a muito tempo – Conheça a história

Embora sua existência já perdure por pelo menos dez mil anos antes de Cristo, pelos índios da América Central, que utilizavam o tabaco em forma de cigarro em rituais religiosos, o cigarro é apontado como a droga mais viciante que o
álcool. Isso devido a nicotina, presente entre as mais de 4500 substâncias encontradas no mesmo.

Sua fabricação começou a partir de 1840 e, quarenta anos depois, com a criação de uma máquina capaz de enrolar um grande número de cigarros por minuto, tornou-o popular. Estudos sobre seu uso causar dependência, apareceram em meados do século XX.

Veja o que a Nicotina causa em seus usuários

A nicotina, interage com os receptores neurais, que liberam substâncias como a dopamina, acetilcolina, serotonina e betaendorfina, apresentando uma sensação de prazer imediata ao usuário. Atinge o cérebro em até vinte segundos, o que aumenta a probabilidade de um indivíduo se tornar dependente bem mais rápido do que outras drogas. A Crise ou Síndrome de Abstinência é bem mais severa, podendo ser sentida minutos após do último “trago”, o que acaba dificultando bastante um fumante a interromper o uso do cigarro.

Gás carbônico, monóxido de carbono, amônia, benzeno, tolueno, alcatrão, ácido fórmico, ácido acético, chumbo, cádmio, zinco, níquel dentre muitas outras substâncias,como citadas anteriormente, são encontradas no cigarro.
Indivíduos que fazem uso de cigarro, aumentam os riscos de desenvolver problemas de saúde, sendo mais comuns: cânceres, doenças coronarianas, má circulação sanguínea, enfisema pulmonar, bronquite crônica, derrames cerebrais, úlceras, osteoporose, impotência, catarata e a, tromboangeíte obliterante, doença de ocorrência única entre fumantes, que obstrui as artérias das extremidades e provoca necrose dos tecidos.

Pessoas que não fumam, mas vivem com fumantes, também correm riscos?

Pessoas que convivem com fumantes, também correm riscos a saúde, tornando-se fumantes passivos, já que muitas dessas substâncias são liberadas no ar.

Dentre outros problemas apresentados pelo cigarro, estão: a poluição de ambientes domiciliares, a derrubada de árvores e queimadas em prol do plantio do fumo e fabricação de lenha para abastecimento de fornalhas para o ressecamento das folhas, a contaminação dos solos pelo uso de agrotóxicos e causador de inúmeras queimadas, provocadas pelo descarte incorreto de suas “bitucas”. Dessa maneira, já está sendo considerado como um dos maiores problemas de saúde pública e ambiental enfrentados pela sociedade.

Existem quantos fumantes no Brasil e no Mundo?

Os números são bem expressivos, sendo atualmente 1,2 bilhão de fumantes em todo o mundo – 38 milhões vivem no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up