Francis Bacon

Quem foi Francis Bacon

Francis Bacon nasceu em Londres, na Inglaterra, em 1561. Conforme seu padrão de vida, foi educado com requintes e alto nível intelectual.

Francis Bacon atuou em diversas áreas, sendo uma delas a atividade política. Conseguiu uma vaga na câmara dos comuns na monarquia de Jaime I.

Também fez carreira diplomática no cargo de chanceler. Na área filosófica, seu trabalho fez a análise crítica da escolástica e da filosofia clássica grega.

Teorias, filosofia e Trabalho de Francis Bacon

Bacon acreditava que essas teorias não apresentavam resultados satisfatórios para solucionar os problemas da humanidade. Seu trabalho era acompanhar os fatos por meio da indução do raciocínio, através do ato de experimentar o objeto da análise.

Seus principais trabalhos são “Instauratio magna” e “Novum organum”. Na obra, Bacon deixa claro que seu estilo não está de acordo com as análises de Aristóteles.

Entre outras obras estão “Ensaios” e “Elementos das leis comuns da Inglaterra”, livro que apresenta sua convivência com a política.

Francis Bacon é questionado por outros filósofos e estudiosos por ter ignorado a técnica da hipótese e da dedução, mas é valorizado por ter aplicado o método científico durante sua investigação.

Dentre as honras que recebeu em vida está o título de barão de Verulam.

Bacon foi um dos grandes nomes do empirismo. Ele faleceu na Inglaterra, vítima de bronquite, em 1626.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *