Vida de Hegel

Georg Wilhelm Friedrich Hegel nasceu em 1770, em Stuttgart, na Alemanha. Fez parte do seminário de Tubinga e tinha como colegas de turma o poeta Holderlin e o filósofo Schelling.

Ensinou latim na Universidade de Heidelberg. Já na Universidade de Humcorsvick, foi mestre de filosofia.

Teoria do idealismo de Hegel

Hegel é autor da teoria do idealismo absoluto, estudo que reflete sobre a política, a religião, a filosofia, a psicologia e a arte. Ele acredita que contradições e dialéticas servem para formar moldes, estes presentes na mente, alma e ideais humanos, e também integrante na política e na própria formação do Estado.

O contexto social do qual Hegel fez parte torna-se fundamental para o entendimento de sua obra. A Alemanha daquele tempo era repartida em duas áreas independentes.

Por isso, em sua obra, a entidade “Estado” torna-se algo fundamental na vida humana, sendo o Estado o reflexo da realização do espírito absoluto.

Hegel, Marx e Kant fazem compartilham do mesmo estilo de filosofia. Seu trabalho de maior sucesso chama-se “Fenomenologia do Espírito”, publicado em 1806.

O livro revela a consciência formada em unidades, essas unidades absorvem o conteúdo do mundo e, quando em conjunto, encontram a totalidade e o absoluto.
Karl Marx utilizou o raciocínio de Hegel para compor sua teoria, principalmente no conteúdo tocante ao materialismo e à economia.

Ele faleceu em Berlim, na Alemanha, em 1831.