A matemática financeira está presente no dia a dia e possui diversas aplicações na economia. Todas as movimentações financeiras como: financiamentos, empréstimos, créditos, pagamentos, etc, envolve essa ciência e são baseadas na estipulação de taxas de juros.

Tomemos como exemplo um empréstimo. O pagamento desse empréstimo é realizado através de prestações mensais acrescidas de juros. No final dele, ou seja, na quitação, o valor será superior ao valor inicial do mesmo. Essa diferença é o juros.

O juros surgiu da percepção do homem, que descobriu uma afinidade entre o dinheiro e o tempo.

O acúmulo de capital e desvalorização da moeda, davam uma ideia de juros, pois isso acontecia em razão do valor momentâneo do dinheiro.

Os juros antigamente,eram pagos pelo uso de sementes e de outros bens emprestados. No caso dos agricultores, o pagamento de um empréstimo era realizado na colheita seguinte.

A forma de pagamento dos juros foi sofrendo alterações para suprir as necessidades de cada época. Dessa maneira a relação tempo/ juros foi se ajustando.

Atualmente, o tempo é preestabelecido pelas partes que negociam um empréstimo.