O mieloma múltiplo é um câncer das células plasmáticas da medula óssea. As células plasmáticas são responsáveis por ajudar o corpo a combater infecções, produzindo proteínas chamadas anticorpos.

No mieloma múltiplo, as células plasmáticas crescem descontroladamente na medula óssea e formam tumores nas áreas de osso sólido.

O crescimento desses tumores dificultam a produção de hemácias saudáveis e plaquetas pela medula óssea. O mieloma múltiplo afeta principalmente adultos mais velhos.

Exames

Os exames de sangue ajudam no diagnóstico da doença. Podem incluir: exames de sangue para verificar o nível de cálcio, proteína total e função renal; hemograma completo; exames de sangue e urina para identificação de proteínas ou anticorpos (imunofixação);exames de sangue para medir com rapidez e precisão o nível específico de certas proteínas chamadas imunoglobulinas (nefelometria).

Um raio X pode mostrar fraturas ou áreas ocas dentro dos ossos. Uma biópsia de medula óssea também pode ser realizada. Uma densitometria óssea pode mostrar a perda dos ossos.

Sintomas

O mieloma múltiplo causa anemia (torna a pessoa mais propensa a ter infecções e hemorragias anormais). Pode ocorrer dor nos ossos ou nas costas, frequentemente nas costelas ou nas costas. Se os ossos da coluna forem afetados, resulta na dormência ou fraqueza nos braços ou pernas.

Outros sintomas incluem: problemas de hemorragia;fadiga devido à anemia; febre sem nenhuma outra causa;dificuldade para respirar devido à anemia;fraturas ósseas sem explicação.

Tratamento

No tratamento o objetivo é aliviar os sintomas, evitando complicações e prolongar a vida.

Em alguns casos, pessoas apresentam um tipo de mieloma múltiplo de desenvolvimento lento, que demora alguns anos para se manifestar os sintomas.

Os medicamentos para fins de tratamento incluem: Dexametasona, melfalan, ciclofosfamida, doxil, talidomida, lenalidomida (Revlimid) e bortezomibe (Velcade), que podem ser usados em conjunto ou separados; Bisfosfonatos (pamidronato), para reduzir a dor nos ossos e prevenir fraturas.

A radioterapia é empregada para aliviar a dor nos ossos ou tratar um tumor ósseo.

Podem ser experimentados dois tipos de transplante de medula óssea: O autotransplante de medula óssea ou de células tronco: usa células tronco do próprio paciente. Em pacientes mais jovens, isso aumenta a taxa sobrevivência e o; alotransplante: usa células tronco de outra pessoa. Implica riscos graves, mas oferece possibilidade de cura.

As pessoas com mieloma múltiplo devem beber muito líquido para prevenir a desidratação e ajudar a manter uma função renal adequada. Devem ter cuidado ao fazer exames de raio X que utilizam contraste.