Muay Thai – Artes Marciais

É uma das artes marciais mais antigas, originária na Tailândia. Considerada o “futebol” dos tailandeses.

De acordo com a Federação Internacional de Muaythai e Confederação Brasileira de Muaythai Tradicional, a grafia correta é “muaythai”, devido sua origem oriental, que não aceita a separação e nem mesmo o hífen.

A arte é conhecida também como thai boxing e, no Brasil, como boxe tailandês.

A arte é famosa por utilizar as chamadas “oito armas”. Nelas incluem-se os dois pés, os dois joelhos, os dois cotovelos e os dois punhos.

Vem se tornando cada vez mais popular e, ganhando adeptos, principalmente em academias de ginástica, por proporcionar um alto gasto calórico e um excelente condicionamento físico.

A luta esportiva ocorre em ringues e os esportistas utilizam luvas de boxe.

È importante no muaythai o famoso calejamento das canelas, que serve tanto para aplicar um golpe (chute de canela), quanto para a defesa. Por isso, existem técnicas de “calejamento”, que incluem chutes em pneus, esfregar garrafas nas canelas e por último, quebrar tacos de beisebol ou cabos de vassoura com a canela.

No Muaythai, há acompanhamento musical (ram muay), além do ritual executado pelos lutadores antes do início da luta. A luta é acompanhada por uma orquestra de tambores e flautas que seguem, geralmente, até o segundo ou o terceiro round em competições oficiais.

O ritual chamado de  Wai Kru, é o mais conhecido. Trata-se de um ritual praticado pelos lutadores pouco antes do combate ter início. Inicialmente o lutador cumprimenta o público presente, fazendo uma reverência com as mãos, em seguida o saúda seu técnico e inicia uma série de movimentos que assemelham-se a uma dança, buscando a concentração. Após o término, aproxima-se de seu técnico para receber as últimas orientações antes da luta, retira o mongkon (testeira feita de corda trançada e usada pelo lutador durante o ritual) e aguarda o início da luta.

Utilizam também o praciat, uma corda trançada que é colocada em um ou nos dois braços e não é retirado após o ritual. É utilizada para dar proteção ao lutador.

Muitos lutadores de muaythai também lutam jiu-jitsu, com intuito de aprimorar as técnicas de chão, pois boa parte dos lutadores não está preparado para luta no chão.

A Confederação Brasileira de Muay Thai, fundada há 14 anos, e   Confederação Brasileira de MuayThai Tradicional,são responsáveis por realizar e supervisionar exames de grau,no Brasil. A CBMTT , possui um Sistema Nacional de Graduação, onde os atletas filiados podem acompanhar toda sua evolução.

A corda que simbolizava a gradução era chamada de “kruang”. Atualmente é chamada de “prajied”, que é o mesmo praticado na Tailândia.

Muaythai profissional: os competidores usam luvas, protetor bucal e genital (coquilha). As lutas possuem 5 rounds de 3 minutos de combate.

Muaythai amador: os competidores usam além dos acessórios do profissional, outros como caneleiras, cotoveleiras e protetor de tórax. Cada luta possui 4 rounds com duração de 2 minutos de combate.

Tanto no amador como no profissional, a recuperação entre um round e outro é de 1 minuto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up