Ninjutsu – Artes Marciais

É uma arte marcial japonesa existente há mais de mil anos atrás.

No Japão, existiam muitas escolas e famílias de ninjutsu (ninjas), mas durante a era de paz civil, os serviços de ninjas eram desnecessários. Por isso muitas dessas escolas desapareceram, mantendo-se algumas através da tradição: passando de pai para filho.

O ninjutsu está diretamente ligado a história, política e cultura do Japão, por isso os ninjas tiveram diferentes funções: guerrilheiros, terroristas, assassinos, agentes secretos do governo japonês, instrutores de polícia e assim em diferentes períodos.

Nas províncias de Koga e Iga, existiam muitos clãs diferentes de ninjas, com estilos distintos. Os “guerreiros da escuridão” desenvolveram sua maneira de sobrevivência, auto-defesa, táticas marciais com armas, camuflagem, espionagem e guerrilhas, reconhecidas mais tarde como ninjutsu.

Os ninjas tem como base a espiritualidade, a fé e a ecologia.

Shinto, “o caminho do kami”, é uma das principais influências espirituais dos ninjas. Kami é a palavra japonesa para Deus. A filosofia acredita em um sentimento mais voltado para uma força sagrada do que para um ser superior. O método Mikkyo, é outra influência,consiste em expandir a força interior ou o Ki, através do uso de palavras e símbolos secretos para concentrar a energia e as intenções em objetivos específicos.

Eles tinham muitas habilidades com as plantas e, por isso desenvolveram remédios naturais, daí sua ligação com a ecologia. Em Koga, província de Shiga, ainda hoje existem companhias farmacêuticas originados a partir dos preceitos da medicina natural desenvolvida pelos ninjas.

Ninjutsu é traduzido muitas vezes como “arte do desaparecimento”, mas o kanji “NIN” tem outros significados, como: perseverança; resistência e principalmente tolerância (o mais importante preceito do ninja).

As mulheres fizeram parte do mundo ninja, recebendo a denominação kunoichi. Somente integrantes engajados sabiam que por trás da máscara de um kunoichi estava uma mulher. As ninjas eram sensuais, guerreiras e sabiam se aproveitar para seduzir e, com isso, aniquilar inimigos. Tinham uniformes especiais, que deixavam sua lindas pernas à mostra estrategicamente. Eram competentes e quase sempre conseguiam cumprir os objetivos.

O ninpo (essência da imagem ninja) é um método físico, emocional e espiritual de PROTEÇÃO. As habilidades ninjas também são frutos do desconhecimento, por isso são exageradas, devido o acesso ao seu  mundo ser restrito.

Mundialmente se tem a imagem de um ninja como um criminoso em potencial, mas isso se deve ao fato deles combaterem samurais, que em épocas de guerras,eram o lado da classe dominante. Mesmo assim, a arte marcial do ninjutsu atrai desde crianças até agentes dos principais serviços secretos do mundo devido a sua filosofia.

Wing Chun

Ving Tsun ou Wing Tsun é um sistema de luta que economiza nos movimentos e utilização da estrutura óssea, no sul da China.

É um dos sistemas de luta mais populares do mundo.

A arte baseia-se na leitura da inteligência da “Garça” com a “Serpente” e na base do “Carneiro”. Muitos mestres oficiais do Wing Chun em todo mundo trabalham para o crescimento,mas o responsável por sua popularidade no ocidente foi seus mais famoso praticante, Bruce Lee, que era discípulo de Yip Man, o homem que praticou e valorizou o Wing Chun, utilizando-o como base para o “estilo” de luta que ele criou mais tarde,o Jeet Kune Do.

Wing Chun,  é um sistema de defesa pessoal, criado por uma mulher (monja shaolin) na China. Descarta todo movimento acrobático, por isso é simples e eficiente. É uma arte marcial desenvolvida para permitir que qualquer tipo de pessoa, independentemente de tamanho, força ou sexo, possa se defender de agressores maiores e mais fortes.

Nela trabalha-se com todas as possibilidades: mais de um atacante, ataques de qualquer direção, de pé, sentado ou já no chão, etc.

É originária do mosteiro Shaolin (Siu Lan), onde a mestra de artes marciais, Monge Ng Mui, possuía habilidade técnica superior aos combatentes do seu tempo. Partindo do conhecimento dos estilos tradicionais e leitura da luta entre a serpente e a garça, ela criou um novo e eficaz sistema de combate, que retificava as debilidades dos sistemas convencionais e, tirava proveito delas. Tornou-se sistema de luta com o passar do tempo, onde outros mestres incluíram novas técnicas. Exemplo: introdução do bastão longo.

O princípio básico do Wing Chun é utilizar a força do agressor contra o próprio agressor, onde a defesa já funciona como ataque e vice-versa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *